Post Tagged with: "manifesto cycle chic"

Dá um tempo: 8 dicas para divar de bike no calor

Esta é a estreia da categoria ‘Dá um tempo‘ – postagens que falarão sobre desculpazinhas relacionadas às condições climáticas para não pedalar. Terá frio, chuva, vento e por aí vai. Hoje vamos falar do calor 🙂

pedal-glamour-calor-capa-02
Divas de verão vintage. Via Bobbins e Another Mag.

O verão tem suas alegrias, mas cumprir com compromissos quando lá fora faz 40 graus não é nenhum moranguinho. Para muita gente, se isto ainda for de bicicleta, pode parecer um passeio no inferno, mas ó, não é tão ruim assim, eu garanto.

Pensando nisto, separei algumas dicas para superar os dias mais quente em cima da magrela sem perder o charme. Leia o post completo

Cycle Chic: o que é, o que come e onde se compra

O Cycle chic é um movimento que busca incentivar e desmistificar o pedal urbano.

Cycle Chic é um dos assuntos que mais gosto. Posso passar horas no Pinterest colecionando imagens de gente que anda de bicicleta e respeita o seu estilo. Pode parecer que não, mas este é um movimento super recente. Foi criado por Mikael Colville-Andersen em 2007, quase sem querer, ao publicar a foto de três ciclistas estilosas usando a bicicleta na cidade.

cycle-chic
Foto de Mikael Colville-Andersen, o criador do termo ‘cycle chic’. Fonte Triba Space.

De modo resumido, o Cycle Chic é um movimento que prova que você não precisa ser nenhum atleta ou hipster para usar a bicicleta na sua rotina. O movimento não é sobre bicicletas, mas sim sobre pessoas andando de bicicleta. É também um símbolo sobre como as nossas cidades devem evoluir e criar espaços mais habitáveis.

cycle-chic
Moças garbosas & poderosas & da vida real. Fonte Who What Wear.

O movimento tem um ‘Manifesto’, que é bastante divertido – e eu acredito, zoado. É uma maneira inusitada para chamar atenção para a ideia de que bicicleta não é só esporte ou lazer. É sim, um eficiente meio de transporte.

• Escolho pedalar chique e, sempre que possível, vou preferir o estilo ao invés da velocidade.

• Assumo minha responsabilidade em contribuir visualmente para uma paisagem urbana estéticamente mais agradável.

• Estou ciente de que minha mera presença na paisagem urbana irá inspirar outras pessoas sem que eu seja rotulado como “cicloativista”.

• Pedalarei com graça, elegância e dignidade.

• Escolherei uma bicicleta que reflita minha personalidade e estilo.

• Irei, contudo, considerar minha bicicleta como meio de transporte e como um mero complemento do meu estilo pessoal. Permitir que minha bike chame mais a atenção do que eu é inaceitável.

• Eu iria garantir que o valor total de minhas roupas sempre seja superior ao valor total de minha bicicleta.

• Usarei acessórios de acordo com os padrões da cultura da bicicleta e comprarei, quando possível, um protetor de corrente, pedestal, guarda-saia, paralamas, campainha e cestinha.

• Respeitarei as leis de trânsito.

• Recusarei utilizar qualquer roupa de ciclismo. A única exceção sendo um capacete – caso eu escolha exercitar minha liberdade pessoal e decida usar um.

(manifesto retirado da Revista Velô #5) 

cycle-chic-barcelona-02
O Cycle Chic ganhou o mundo. Estas são fotos do Cycle Chic Barcelona.

Enfim, eu poderia juntar 30mb de referências aqui e não iriam acabar. O importante é que muita gente usa a bicicleta para ir onde bem entende, do jeito que bem entende e isto não é nenhum poder sobrenatural.

cycle-chic-04
O Preferred Mode é um site especializado em fotografar ciclistas estilosos em NY.

E se você pensa que isto é coisa de europeu, está bem enganado. Prova disto é a Aline, que é daqui de Floripa e super faz jus ao título ‘Cycle Chic’. A Aline, inclusive, tem o Bela na Bike, um blog super legal com dicas para ser cycle chic em inúmeras situações e ainda alimenta o Floripa Cycle Chic. Vale os cliques 😉

cycle-chic-03
Foto Fabricio Sousa.

Bom, se você tinha medo de parecer um ciclista-performance-tour-de-france, agora já sabe que existe vida além da lycra. Toda vez que bater um desespero, lembre-se de que antes da Nasa fazer travesseiros, era super normal pedalar com as roupas do dia a dia. E, se mesmo assim, bater um desânimo, joga ‘cycle chic’ no Pinterest e se inspire. Não tem erro.

Para saber mais / Referências

++++ Revista Velô #5

++++ Cycle Chic Copenhage

++++ Copenhagen Cycle Chic: Redefining Bike Culture One Turn at a Time

++++ Cycle chic: Style on two wheels