Post Tagged with: "começando a pedalar"

5 brazucas que vão te inspirar a pedalar

Divas em duas rodas deste Brasil-sil-sil
Divas em duas rodas deste Brasil-sil-sil

Eu queria demais poder só postar no Pedal Glamour e nada-mais. Porém, meu tempo e minha disciplina não me permitem isso. Se eu não consigo escrever tudo o que planejo e desejo,  pelo menos tenho a sorte de ter um monte de gente produzindo conteúdo de excelente qualidade sobre o tema e encorajando um montão de gente a pedalar.

Sendo assim, montei uma lista para você se inspirar diariamente para pedalar e manter o estilo com conteúdo porreta e muito grrrl power (mas tenho certeza que os bróders se sentirão inspirados também). Leia o post completo

Dá um tempo: 6 dicas para curtir o Outono de bike

pedal-glamour-outono-05

O Outono chegou e trouxe consigo a oportunidade de ser pedalar por muitos mais lugares, sem morrer de calor ou sofrer com o frio. Esta é uma das grandes vantagens das meias estações: clima ameno que torna tudo mais agradável.

Se você quer começar a pedalar, não há estação melhor (ok, talvez a primavera seja tão boa quanto). Aproveite para curtir os dias cheios de cores com o vento na cara. É a estação das trocas, das mudanças, então vê se pega esta metáfora e leva para tua rotina. Não tem erro.

Separei algumas dicas para você divar também nesta estação.

Leia o post completo

Dá um tempo: 8 dicas para divar de bike no calor

Esta é a estreia da categoria ‘Dá um tempo‘ – postagens que falarão sobre desculpazinhas relacionadas às condições climáticas para não pedalar. Terá frio, chuva, vento e por aí vai. Hoje vamos falar do calor 🙂

pedal-glamour-calor-capa-02
Divas de verão vintage. Via Bobbins e Another Mag.

O verão tem suas alegrias, mas cumprir com compromissos quando lá fora faz 40 graus não é nenhum moranguinho. Para muita gente, se isto ainda for de bicicleta, pode parecer um passeio no inferno, mas ó, não é tão ruim assim, eu garanto.

Pensando nisto, separei algumas dicas para superar os dias mais quente em cima da magrela sem perder o charme. Leia o post completo

Pedal L’amour

Hoje é dia Dia de São Valentim, o famoso Valentine’s Day na gringa. Apesar da data não ser tão celebrada por aqui, decidi fazer uma homenagem e aproveitar para falar dos casais que pedalam juntos.

pedal-glamour-valentines-01
1. Quem nunca sai por aí carregando a moça de vestido vermelho e o ursinho de pelúcia; 2. ‘Tá tão ruim isto daqui, que vou botar um pezinho no chão enquanto o fotógrafo tira a foto’; 3. Tranquilamente carregando a namorada na contramão. (via Eleanor’s)

A inspiração veio deste post, do blog da Eleanor’s, uma loja hype e maravilhosa de Nova Iorque, mas que desta vez viajou bonito ao listar casais com nenhuma ligação com a realidade e, o pior, com as mulheres sendo sempre carregadas. Ora, bolas, carambolas, desde quando ‘casais pedalando’ significa o bróder levando a mocinha como se fosse um ornamento? Olha, se você quiser ser carregada, te dou meu apoio, mas posso dizer que nunca vi disto e que tem um montão de mulher pedalando – melhor que muito manolo – por aí. Leia o post completo

Pequenas pedaladas viram grandes tarefas

Fui buscar alguns documentos no IGP, que fica uns 5km da minha casa. O instituto fica num canto do Itacorubi, em um lugar sofrível para se chegar de ônibus e possui um congestionamento volumoso para quem quer ir de carro. Esta é uma distância chave: longe demais para se ir a pé, perto demais para se ir de carro e confuso demais para se ir de ônibus. Impossível de ir? Não, fui de bike e em menos de vinte minutos estava lá.

PG_MelhorVaga

Apesar das inúmeras vagas – sempre lotadas – do local, não há nenhum bicicletário. Neste caso, foi uma baita sorte, já que prendi a bike bem na entrada, com direito a sombra e tudo.  Normalmente não tem problema em prender no corrimão, desde que não seja um acesso de cadeirantes ou que fique atrapalhando o caminho.

Leia o post completo

No mundo a passeio

Certa vez, conheci uma família paulistana. Eles me contaram que estavam adorando Florianópolis, que aqui era um paraíso e estavam muito felizes por visitar a cidade. Eu retribuí a gentileza e disse que era apaixonada por São Paulo. Eles me olharam atônitos. Continuei. Disse que só na Paulista, eu poderia ficar um mês vendo exposições gratuitas. No fim, para resolver o impasse, a mãe da família me disse ‘Pois é, São Paulo só é boa para quem está a passeio’. Leia o post completo

Começando a Pedalar: Deia

pedal-glamour-deia-02
Divando na ciclovia 🙂

A Deia mora pertinho do trabalho, mas longe o suficiente para levar uma vida indo a pé. Ela faz doutorado na UFSC e não curte o pandemônio que é ir de carro e enfrentar um baita congestionamento e depois ainda ter que ficar na caçada de uma vaga de estacionamento. Então, é claro, ela já tá com a ideia de ir de bicicleta para o trabalho faz um tempo.

Leia o post completo

Começando a Pedalar: Luana

lu-e-euA Luana leva quase 4 horas por dia só para ir e voltar do trabalho e num-guenta mais esta situação. Por morar no continente e trabalhar na ilha, sofre com um dos piores congestionamentos da região – dentro de um ônibus lotado. Diante disto, eu e ela começamos a agilizar de um jeito dela ir de bicicleta para o trabalho – ganhando tempo & qualidade de vida.

lu-e-eu3Combinei com ela de encontrá-la na Beiramar de São José – local próximo de sua casa e com uma ótima ciclovia. Ela levou a bicicleta dela, eu e o boy magia demos uma olhada e constamos muito problemas: pneus rachados, a troca de marchas não funcionava, um pedal estava quebrado e por aí vai.  Demos uma ajeitada, mas aproveitamos uma loja da região para mostrar para Lu outras opções de magrela.

lu-e-eu2 O começo do passeio foi tranquilo, com a Beiramar pouco movimentada. Fui dando algumas dicas iniciais para a Lu de postura, para que o trajeto seja menos cansativo e mais contemplativo.

lu-e-eu4Indo em direção a uma bicicletaria próxima, para apresentar para a Luana modelos de bicicletas ideais para o uso que ela irá fazer. Neste momento, troquei de bicicleta com a Lu, para que ela sentisse a diferença que seria ao investir em um modelo mais adequado.

lu-e-eu5 A Luana adorou curtir a paisagem enquanto pedalava.

lu-e-eu6Preparando a Luana para o seu primeiro contato com o trânsito, que tem acessos bem precários e pequenos trechos que são um pesadelo, pelo péssimo planejamento urbano para todos que não usam um carro.

lu-e-eu7 E, como nem tudo são flores, a Lu logo se deparou com um caminhão de concreto no caminho.

lu-e-eu8 Logo o trajeto ficou mais tranquilo e já estávamos bem perto da bicicletaria.

lu-e-eu9 Na volta, enfrentamos uma travessia complicada para retornar para a ciclovia.

lu-e-eu10E o final do passeio, com direito a foto para registrar o momento. Estas foram as primeiras pedaladas da Luana, que se saiu super bem. Em breve, a Lu vai comprar uma bicicleta nova e começaremos a fazer pequenos trajetos em um trânsito mais tranquilo, para que ela ganhe experiência e confiança, para enfim usar a bicicleta como meio de transporte e conduzir a sua vida do jeito que bem entender 🙂

Fotos Vinícius Leyser da Rosa