Vamos juntas?

Mulheres lindas que estavam no último Pedal Leve
Mulheres lindas que estavam no último Pedal Leve

Lucia não se sente muito bem com o seu corpo, gostaria de se movimentar mais e se sente livre ao andar de bicicleta. Desde que de dia e jamais sozinha. Patricia vê a bicicleta como uma bela maneira de viver a cidade e fazer seus rolês sem perder muito tempo, mas na sua memória sempre ecoam os comentários que os caras fazem sobre o seu corpo (ou sobre o corpo das outras meninas). Julia sai tarde do trabalho, odeia pegar o madrugadão, sente medo no ponto de ônibus e amaria chegar em casa suada após o pedal.

Eu inventei a Lucia, a Patricia e a Julia, mas elas não são completamente fictícias. Elas são eu e tantas outras mulheres por aí. Se milhares de motivos afastam as pessoas de usar a bicicleta como esporte, transporte ou lazer, outros dois milhões de motivos se somam a estes quando você é mulher. Sair de casa sozinha, de noite ou frequentar grupos com muitos homens, acabam sendo atos de coragem. O resultado disso? Poucas mulheres nas ruas. Muitas vezes, nenhuma.

Se nos grupos de pedal o ambiente muitas vezes é hostil, pedalar pela rua sozinha pode ser ainda pior. Tenho pensado nisso intensamente. Cada dia escuto relatos semelhantes. Se não podemos – ainda – mudar esse cenário, então por que não nos unimos e vamos juntas?

A ideia é simples, mas pode ser revolucionária. O melhor: não precisa de muito. Pode ser um grupo no Facebook que una as mulheres, uma oficina que ensine mecânica por uma ciclista mais experiente, uma amiga que junte com uma conhecida e façam o trajeto juntas. Então, da próxima vez que você desistir de pedalar porque está com medo, lembre-se: certamente, há outras tantas mulheres querendo o mesmo que eu e você.

/// Para saber mais

/// Se você souber de algum grupo semelhante, me avisa para começarmos a fazer uma lista de soluções. Pode ser?

Foto Vinícius Leyser da Rosa.

Feliz 2016

DevagarSe eu pudesse fazer apenas um voto, eu desejaria que em 2016 você vivesse com menos. Bem menos.

Quando comecei a escrever o Pedal Glamour, escolhi com muito amor a tagline ‘conduza a sua vida’. Longe de mim querer ser guru espiritual, mas essa me parece uma premissa ótima para se ter. Em especial, quando pedalamos.

É que de bicicleta, quilometro a quilometro, a vida acaba simplificando. O dito conforto ganha outra referência e coisas que eram mega importantes, passam a ser questionadas de sua utilidade.

Pares de sapato, casaquinhos, lugares incríveis para jantar e lançamentos tecnológicos vão perdendo lugar para paisagens ímpares, experiências na chuva, comida com sabor de fome pós pedal. Daquelas coisas tão boas que a gente esquece de fazer selfie ou ri sozinha depois lembrando.

Também não venho aqui desejar que você se transforme numa monstra que repete roupas, mas sim em alguém que veste quem se é de corpo e alma. Estranhamente, largando simulacros estéticos e vivendo com vento na cara, as pessoas param de perguntar onde você comprou a sua bolsa e começam a te dizer o quão bonita você está.

Viver com menos não é renunciar, é priorizar. Viver com menos não é fazer voto de pobreza, é gastar o dinheiro no que tem sentido para você – o que não necessariamente faz sentido para os outros (ainda bem). Viver com menos é notar que precisamos demais de amor e atenção, mas isso não é o mesmo que likes no Facebook.

Viver com menos, para mim, é conduzir a sua vida como você bem entende. Com obrigações e compromissos chatos, mas também com a certeza de que valeu a pena aceitar quem a gente é, dum jeito todo errado e incrível.

Por um ano com mais pedal e liberdade. Que em 2016, você não seja conduzido, que você conduza! ♥ Um Feliz Ano Novo! ♥


2016 já começou, eu sei, mas dizem que o ano só começa depois do Carnaval, então ainda me sinto no direito escrever esse post.

Foto Vinícius Leyser da Rosa.

 

 

Short saia: para pedalar sem perder a ternura

lu-04
Com a saia da A Colorida que tem shortinho embaixo (em companhia da Lu querida)

Eu adoro pedalar de saia, mas não é todo mundo que se sente confortável assim. Uma solução bem óbvia, mas muito útil, é usar os shorts saias. Eu tenho três modelos e uso eles como se fossem uniformes.

pedal-glamour-short-saia
Short saia da A Colorida

Read More

Como levar a bicicleta no ônibus de viagem

pedal-glamour-em-joinville-17p
Yolanda na rodoviária antes do embarque

Seja para pedalar em alguma outra cidade ou mesmo para usar a magrela no destino final, levar a bicicleta junto na viagem pode ser maravilhoso – mas não é exatamente comum.

Tudo porque muitas empresas de ônibus criam um caos para levar a bicicleta como bagagem, exigindo que a bicicleta esteja na caixa, com a nota fiscal e embalada em 500 quilos de plástico bolha. Em resumo: tão cagando para esse tipo de cliente.

Porém, nem tudo é mágoa e outras empresas saíram do século passado e regulamentaram o transporte. Esse é o caso da linda Auto Viação Catarinense, que se ligou que há pessoas que usam o transporte coletivo para ir e voltar de viagens de cicloturismo ou mesmo para ter uma bike no destino final. Read More

Customização de Bikes + Pedal Feminino em Joinville

Rua de Lazer aberta a vida aos domingos em Joinville
Rua de Lazer aberta à vida aos domingos

Tive a imensa oportunidade de voltar a Joinville com a Oficina de Customização de Bikes Na Casa da Cecília e dessa vez o universo nos amou ainda mais e um deu match com o Pedal Feminino, que ia rolar na mesma data e no fim rolou tudo junto ao-mesmo-tempo. Read More

Oficina de Customização de Bicis em Joinville

Oficina de Customização de Bikes em Joinville!
Oficina de Customização de Bikes em Joinville!

Gente, é com imensa alegria que conto agora, nos 45 do segundo tempo, que domingo estaremos de volta a linda Joinville para mais uma oficina de customização de bikes! O outro evento foi tão legal, que a Cecília nos convidou de novo para tocar o terror e deixar ainda mais magrelas nos trinques!  Read More

Uns enterram pessoas e outros não têm lugar para estacionar

Tento levar essa bodega com doses cavalares de amor e otimismo. Busco mostrar que adotar a bicicleta transforma a nossa vida de uma maneira linda e irreparável. Evito compartilhar notícias ruins – pautadas na cultura do medo. Mas hoje não. Hoje não vai dar. Tô puta, tô com raiva e tô sentindo muita dor de existir como mulher e ciclista. Read More

A vida é muita curta para se usar uma bicicleta ruim

life
Via Pinterest

Dia desses fui levar a bicicleta do meu irmão para arrumar. O quadro da bike era imenso e para compensar, o banco estava bem baixo (baixo até demais). Os pneus estavam razoavelmente vazios, mas o caminho era próximo e praticamente todo feito em ciclovia.

Fui assim mesmo, com a bolsa pendurada no ombro, com a bicicleta completamente desregulada e desadequada para mim. Andei uns poucos metros e comecei a ficar nervosa. Me arrependi de não ter subido o banco. Pensei em parar e fazê-lo, mas tive aquela sensação de que todos estariam me olhando e era melhor encerrar aquilo o quanto antes. Read More

Visita em Joinville // Na Casa da Cecília

No último domingo começou o projeto Na Casa da Cecília em Joinville e nós fomos com a Original Kids dar as primeiras oficinais. Aliás, se você for da cidade, vale conferir as demais atrações: elas estão incríveis.

pedal-glamour-em-joinville-01p
Os fundos do restaurante Mercearia Sofia: pura maravilhosidade!

O evento rolou na Mercearia Sofia, restaurante cheio de bossa que fica no Centro de Joinville e que abriu especialmente para nós. Depois de dias chuvosos, o tempo ameno foi uma alegria a ser celebrada.

pedal-glamour-em-joinville-02p
Limpando as bikes para começar a brincadeira.

O plano era customizar bicicletas, mas foi muito além disso: foi dia de conhecer um montão de gente inteligente, gente que vive a cidade duma maneira especial. Foi  também dia de celebrar e comer uma comida maravilhosa em um cenário cheio de arte. Read More