pedal-glamour-outono-05

O Outono chegou e trouxe consigo a oportunidade de ser pedalar por muitos mais lugares, sem morrer de calor ou sofrer com o frio. Esta é uma das grandes vantagens das meias estações: clima ameno que torna tudo mais agradável.

Se você quer começar a pedalar, não há estação melhor (ok, talvez a primavera seja tão boa quanto). Aproveite para curtir os dias cheios de cores com o vento na cara. É a estação das trocas, das mudanças, então vê se pega esta metáfora e leva para tua rotina. Não tem erro.

Separei algumas dicas para você divar também nesta estação.

1. Ilumine-se, pequeno raio de sol. 

pedal-glamour-luzes-teste
Um kit básico com farol na frente e luz vermelha atrás já fazem com que você fique incrivelmente mais visível durante a noite. Imagem via knog.

Os dias de Outono são bem mais curtos que os de Verão, o que significa que você terá maiores chances de pedalar durante a noite. Se você ainda não investiu em boa iluminação e/ou bons refletivos, esta é a hora. Lembrando: a luz vermelha vai sempre na parte de trás e a branca, na parte da frente.

Se você transita por locais com iluminação pública, não precisa de faróis de xênon que custam um salário mínimo: o importante é ser visto pelos demais e não promover luzes para o show do Rolling Stones. O modelo mais simples já resolve muita coisa, mas normalmente viram lixo com rapidez. Os modelos de silicone podem ser colocados em outras partes da bike ou acessórios e também ajudam a ser visto.

pedal-glamour-knog
As luzes da knog são duráveis, bonitas, à prova d’água e recarregam com um USB. Imagem via knog.

Se você quer ser gourmet, então gaste dinheiro em knogs: luzes compactas, fortes, com design bonitão. Além disto, são duráveis, recarregam com USB e são à prova d’água. É disto que um bicicleteiro urbano (gourmet) precisa. Apesar da marca ser gringa, dá para achar em várias lojas no Brasil. Sério, são caras, mas sempre escuto que vale cada centavo.

festinha-05
Eu possuo refletivos no capacete, nos pneus, em adesivos colocados na bicicleta e nos alforjes. O meu colete e o alforje são da Aresta – que usa refletivos de excelente qualidade.

Ainda existem os coletes refletivos, que não são lindos, mas fazem com que os motoristas te enxerguem muito antes. Refletivos também podem ser encontrados em roupas desenhadas para pedalar, em alforjes e bolsas ou em adesivos (vendidos em lojas de equipamentos de segurança) e colados nas magrelas. Alguns modelos de pneus também possuem tirar refletivas. Refletivo é igual dinheiro: quanto mais, melhor.

2. Vire uma cebola: vista-se em camadas.

pedal-glamour-outono-roupas-04
Inspiração: dá para aproveitar o frio e tirar as meias e casaquinhos do armário. Via Preferred Mode e Flickr.

As meias estações contam com grandes oscilações de temperatura. Pedalando, isto fica agravado. Casacos mais finos embaixo de casacos mais pesados também ajudam. Um poncho pode ser uma ótima opção se você mora em lugares mais frios.

3. Use blusas mais compridas

pedal-glamour-outono-blusa-comprida
Uma blusinha mais comprida atrás de protege de mostrar mais do que o planejado e do frio do final do dia. Imagem via le Fashion.

A postura que temos em cima da bicicleta interfere no que mostramos ao mundo. Decotes ficam maiores e o cofrinho tem mais chance de ver a luz do sol. Ok sensualizar no trânsito quando é a intenção, mas é bom não esquecer disto quando o frio aparecer: um cofrinho de fora poderá te dar um frio na espinha – literalmente. Calças mais altas também ajudam na tarefa de ficar sempre quentinho.

4. Corta-Vento

pedal-glamour-curtlo-roxo
O corta-vento da Curtlo tem refletivos, capuz e lingueta para prender a mão no casaco nos dias frios. Tô desejando muito. Imagem via Curtlo.

O corta-vento é um casaco levinho e compacto que te salva a vida. Ele te protege do vento e, normalmente, aguenta bastante chuva. Serve para quando dá aquela esfriada e você ainda tem que voltar pedalando para casa. Também te deixar bem aquecido quando colocado em cima de outro casaco. Eu adoro o modelo da Curtlo, que apesar de ainda ser esportivo, tem cores bem bonitas, dá para prender nos dedos (evitando que a manga fique subindo e entrando frio), possui refletivos e tem um corte bem elegante. Eu considero o corta-vento um item essencial para quem usa a bicicleta como meio de transporte – em qualquer estação do ano.

pedal-glamour-corta-vento
No exterior existem marcas que criam corta-ventos com uma estética mais urbana e menos esportiva. Este é da loja Cyclechic.

5. Tenha uma capa de chuva

pedal-glamour-outono-capa-de-chuva-03
Provando a capa da Bikedrops no Garupa (lá vende) e na vida real, com a minha capa baratex, meia fina e bota de onça. Foto 01 do Fabricio Sousa e a outra não lembro de quem é.

Taí uma coisa que você precisa ter sempre, mas você certamente será lembrado disto com mais frequência no Outono. Com chuvas-surpresa dia sim e no outro também, é bom ter como se proteger. Existem mil capas lindas na gringa, mas no Brasil, há poucas opções. Eu sonho com uma capa tipo poncho, que ventila e cobre mais as pernas. O modelo da Bike Drops é divino. A Amana também faz um modelo similar no Brasil. Os dois modelos ficam pequeninhos para se carregar na bolsa e possuem refletivos para ajudar na visibilidade noturna. Como eu ainda não consegui comprar a minha, uso uma normalzona mesmo. Dá pro gasto, mas é horroroso.

pedal-glamour-outono-capa-de-chuva-amana-01
Capa de chuva Amana. Via Amanaciclo.

6. Paralamas do Sucesso (de não parecer um gambá)

pedal-glamour-paralamas2
A Electa Blizzard Blue já vem com paralamas de fábrica. Via Momentum Mag.

Ainda no tema chuva, os paralamas podem te salvar de chegar sendo um gambá no trabalho. Mesmo que você não saia na chuva, muitas vezes temos que passar por lugares bem molhados e acabamos recebendo um pouco de água nas costas e na testa. Paralamas fazem toda diferença nesta hora. Apesar disto, eu ainda não tenho. Por isto sei que é tão importante.

pedal-glamour-outono-roupa
Via Olympia’s Blog.

Viva o Outono

Pedalar no Outono é uma maravilha, mas se você estiver com medo da chuva ou de qualquer outra adversidade, não tem problema. Comece aos poucos, vá nos dias bonitos. Escolha um dia da semana para ir pedalando, depois passe para dois. Aos poucos você irá se encorajar e com o tempo deixará de ter medo. Devagarinho você começa e logo estará pedalando todos os dias.

Outra dica que dou é a de ter um alforje. Assim, quando ficar mais frio e você precisar levar mais roupas, não terá que carregar uma mochila pesada ou uma cestinha transbordando. Alforjes são seguros e facilitam muito a vida do ciclista.

Um ponto importante: pode parecer que você precisa comprar um mundo de coisas, mas não se apegue tanto com isto. Eu mesma, pedalo há anos e tem uma penca de coisas que eu gostaria de ter, mas não consegui comprar ainda. Não deixe de pedalar porque você ainda não tem todos os acessórios.

E aí, vocês tem alguma sugestão para o Outono?  Compartilhem seus conhecimentos! 🙂

One Comentário

  1. Oba! Fazia tempo que eu tentava descobrir de onde era esse teu colete refletivo, porque só tenho encontrado daqueles com uma faixa laranja gigante por baixo da tira refletiva, com um material duro, pouco maleável, e num tamanho gigantesco. Preciso instalar um bagageiro na Valente pra comprar também um par de alforjes lindos da Aresta. <3
    Estou feliz da vida com a chegada do outono. As temperaturas ficam mais agradáveis e a cidade fica mais vazia para passear.
    Beijo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *